Gerar dinheiro no mundo digital.


Estamos acostumados, no mundo digital, a figura do startupeiro, ou seja, daquele cidadão cheio de boas ideias e bom papo, mas que nunca conseguiu gerar valor com estas ideias.
Vivemos em um mundo onde muitas vezes parece mais tentador viver destas ideias do que pô-las em prática.
Afinal, estamos cercados de jovens milionários que tiveram justamente isto, uma grande ideia, parecida com aquelas que costumamos ter as dúzias em um dia bom, e ganharam seus milhões com ela.
Mas entre a concepção de um produto ou serviço, por mais disruptivo que seja (outro termo muito acarinhado por este grupo pessoas), e a transformação deste em uma fonte estável e saudável de fluxo de caixa existe um longo e tortuoso caminho.
Afinal, startups, nada mais são do que empresas jovens, idealizadas por um ou mais empreendedores, visando vender um produto ou serviço. Nada mais, nada menos, do que nossos avós fizeram meio século atrás.
Estes produtos ou serviços podem até estarem embalados de forma diferente, eletronicamente na sua maioria, mas continuam demandando investimento de trabalho e capital para deixarem a seara do idealizado e tornarem-se reais.
Neste momento é que o empreendedor deve buscar parcerias sólidas e competentes para dar sequência a seu projeto, ou mesmo seguir carreira solo.
Muito importante, principalmente, é compreender que como toda empresa, uma startup tem de contar com um acordo de acionistas, ou uma estrutura societária clara e justa, tem de contar com planejamento financeiro e comercial, um propósito de mercado, e um objetivo, política de recursos humanos, investimento em equipamentos se necessário e tudo isto respeitando a legislação vigente.
Criar uma empresa, por mais digital que seja, sem amarras com a realidade comezinha de pagar as contas no fim do mês, não passa de ilusão infantil.
Para captar parceiros, participar de algum projeto, ou mesmo comprar ou vender startups embrionárias, pode-se contar com o apoio de ambientes digitais desenvolvidos para isto.

Um bom exemplo é o e-staleiro.com, onde empreendedores podem montar toda uma rede de relacionamento comercial e operacional que o ajudem a desenvolver seu negócio, e onde ainda podem vende-lo se acharem interessante, procurar investidores, prestadores de serviço, ou ainda comprarem componentes e soluções.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fintechs

Patrimônio Digital