SEO


Anunciar na internet é caro.
Esta afirmação parece causar estranheza em muitas pessoas que não compreendem como são precificados os anúncios na internet. Existe uma confusão entre estar na internet e aparecer na internet.
E não importa de qual canal ou meio dentro da internet como um todo se esteja falando. É igualmente caro aparecer em anúncios dos buscadores como google, das redes sociais como facebook, nos blogs, nos canais de youtube, durante programação em podcasts, etc.
Todos os meios organizados de exibição de informação da internet precificam a exibição de publicidade de forma com que seja beneficiado, ou mais exibido, quem pagar mais pelo serviço. O que tende a elevar o custo da exibição.
Simples.
Ao mesmo tempo anunciar na internet pode ser de graça.
A questão toda é que a internet tem, no seu centro, o conceito de informação e a informação tem dois “estados”. Ela pode ser difundida de forma orgânica, ou artificialmente localizada e valorizada.
Como exemplo de forma orgânica temos qualquer tipo de referência ou informação que, à medida que se prova importante para as pessoas que a buscam, cresce de importância e começa a aparecer mais, simplesmente porque é mais consumida. Deste modo os motores de busca de todos os sistemas que fazem parte da internet, e que usam informação como material, qualificam esta como mais desejável para o usuário.
Artificialmente localizada é toda informação que é promovida, ou seja, não importando o valor que tenha, tende a ser “anunciada” pelos motores de busca primeiramente, antes mesmo do que referências existentes a muito mais tempo, mas que crescem apenas organicamente. Estas informações, ou anúncios, são pagos. E custam caro.
Portanto para fugir do custo que transmitir uma informação pode ter na internet, onde exposição é, a princípio, o que valoriza uma informação, visto a internet não ser linear, a melhor forma é explorando as formas de crescimento orgânico de modo mais eficiente.
Chama-se SEO ou, search engine optimization, o conjunto de ferramentas que pode ser utilizado para transformar um conteúdo de pouca importância em uma referência. Isto porque os motores de busca quase sempre se utilizam de “palavras”, ou pedaços de informação, para indexar suas buscas e, portanto, a forma com que expõem na pesquisa seus resultados.
Quanto melhor for escrito um texto, para falarmos do mais básico dos elementos de informação, no sentido de palavras que o componham importantes no contexto da mensagem a ser transmitida, mais relevante este texto é.
Existem métricas para avaliar a qualidade de SEO de um site, texto, resenha, anuncio, e melhor sua nota e especialistas em fazê-lo.
Portanto, quando falamos da necessidade de aliar-se conteúdo a qualquer produto ou serviço exibido ou vendido pela internet, precisamos que este conteúdo seja relevante também em termos de SEO, ou seja, que seja mais facilmente encontrado pelos buscadores utilizados pelos usuários.
De nada adianta centenas de documentos sobre seu produto se ninguém os lê por não serem indexados.
A internet é maravilhosa por conter, potencialmente, tudo. Mas ter sua informação, produto ou serviço, perdidos neste emaranhado é uma possibilidade.

Procure páginas, grupos e e-commerces já indexados em sites como o e-staleiro.com para ter melhores resultados.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fintechs

Gerar dinheiro no mundo digital.

Patrimônio Digital